My default image

Criptomoedas: O que é e como começar investir

Já ouviu falar em criptomoedas e bitcoin? Com certeza você já esbarrou por aí com esses nomes, certo?

O crescente aumento e valorização das criptomoedas fez com que muitas dúvidas surgissem. 

Investir em criptomoedas é realmente algo muito atrativo e uma boa opção para diversificar sua carteira de investimentos.

Por outro lado, fique atento! Devido sua grande volatilidade, os cripto ativos são recomendados para determinados tipos de investidores.

Então, vamos explicar tudo para que você entenda o que são, como funcionam, quais são as mais famosas e como investir com cuidado.

Conheça também a nossa moeda digital, Cultecoina criptomoeda da Culte!

My default image

O que são criptomoedas?

Criptomoedas foram desenvolvidas por matemáticos, economistas e cientistas da computação para que o dinheiro seja convertido em algo digital.

Em outras palavras, as moedas digitais, as criptomoedas não existem na vida real, você não saca uma criptomoeda do caixa eletrônico, existem apenas na rede. 

Elas são uma série sequencial de códigos que estão sempre mudando e sempre calculando novamente novos códigos dentro dela. 

Basicamente, são dinheiro virtual e contam com uma carteira online e um site (específico de cada moeda) onde é possível fazer as transações comerciais. 

As criptomoedas não apresentam um sistema de controle centralizado, ou seja, não dependem da interferência de Bancos Centrais para realizar suas trocas comerciais. 

O preço das criptomoedas varia de acordo com a lei da oferta e demanda

Logo, os preços das moedas sobem em períodos onde há grande procura, ou desvalorizam quando a demanda é menor. 

Por isso, cripto ativos são altamente voláteis.

Leia também: O que é Bitcoin? Saiba como funciona essa criptomoeda 

Como funcionam? 

Basicamente existe um limite para a produção das moedas. No caso da Bitcoin, por exemplo, seu criador, cujo pseudônimo é Satoshi Nakamoto, limitou as criptomoedas Bitcoins em 21 milhões de unidades. 

Seu limite máximo é fixado e varia de moeda para moeda.

Assim, a produção das criptomoedas tem ritmo decrescente e conhecido.

Contudo, mesmo não dependendo de controle centralizado, as criptomoedas atendem às leis do mercado. 

Sendo assim, seu valor pode variar de acordo com o cenário financeiro. Porém, ainda segue a movimentação de procura dos investidores.  

A recente valorização do Bitcoin, criptomoeda mais famosa, fez com que a popularização de criptomoedas e a procura por esse ativo disparassem. 

Entretanto, essa não é a única criptomoedas que existe. Agora vamos apresentar outros cripto ativos. 

Quais são as criptomoedas mais famosas? 

Bitcoin

Já citada anteriormente, essa foi a primeira cripto moeda criada. Lançada de maneira misteriosa em 2008 por um programador, ou programadores que atendem pelo nome de Satoshi Nakamoto. 

Atualmente, estão em circulação cerca de 18,6 milhões de bitcoins das 21 milhões estabelecidas por seu criador.

Esta é sem dúvida a mais aclamada criptomoeda em termos de preço, bem como, base de usuários, liquidez, segurança e valor de mercado.

Litecoin

Criada em 2011, grande concorrente da moeda anterior, utiliza a mesma criptografia do Bitcoin, porém, essa criptomoeda possui maior velocidade em sua negociação. 

Ou seja, essa moeda pode trabalhar com um número maior de transações devido a sua geração mais rápida de blocos. 

Ethereum ou Ether

Fundada em 2015, é uma grande concorrente da Bitcoin ao lado da Litecoin. Essa moeda vem batendo recordes de valorização. Em fevereiro deste ano ela chegou a ultrapassar o valor de US$1,5 mil.

Recentemente foram lançadas as moedas de real digital, ou seja, criptomoedas brasileiras. Alguns exemplos que merecem sua atenção são: Bitblocks (BBK), Brazil Samba Token (BST), B2U Coin (B2U), E Hathor (HTR).

My default image

É possível realizar compras com criptomoedas? 

A princípio, sim, alguns estabelecimentos já aceitam pagamento em criptomoedas, como é o caso da Microsoft, FastMail, Wikipedia, Steam, Overstock, por exemplo. 

Todavia, a tendência é que cada vez mais empresas aceitam esse tipo de pagamento, tendo em vista a grande adesão por parte dos usuários. 

Além disso, ainda é possível criar um cartão de crédito virtual com bitcoin. Ou seja, você paga usando seu saldo em criptomoeda, como se fosse um cartão de débito convencional. 

Abaixo estão alguns serviços que oferecem o cartão. Portanto, você também pode fazer compras onlines mesmo em lojas que não aceitem a criptomoeda:

Como investir em criptomoedas?

Agora que já foram esclarecidos os principais conceitos e dúvidas, vamos explicar como começar a investir em criptomoedas com segurança. 

Antes de mais nada, por se tratar de um investimento de risco, o ideal é começar aos poucos e investir apenas 5% do seu capital. 

É preciso saber que o valor mínimo para iniciar o investimento varia de R$35 a R$ 55. 

Também é válido ressaltar, que é importante você variar a sua carteira, tornando-a mais diversificada. 

Assim, você protege seu patrimônio e consegue melhores resultados a longo prazo. 

A melhor forma de investir em cripto ativos é através de corretoras especializadas.

É possível também comprar criptomoedas de outra pessoa que já as tenha, porém os riscos são muito maiores nesse caso. 

Com a conta aberta, envie dinheiro para ela, para que você possa determinar os ativos que vai investir. Esse processo pode ser feito via transferência bancária, TED, DOC.

Analise bem as ofertas, históricos e moedas disponíveis.

Escolhi os ativos, e agora?

Agora que já escolheu os ativos para investir seu capital, lembre-se de proteger sua carteira.

As criptomoedas são ativos digitais, ou seja, estão sujeitas a falhas humanas, dos computadores e ataques. 

Portanto, o recomendado é que realize backup regularmente da sua wallet, ou seja, carteira, e sempre deixe-a armazenada em um local seguro. 

Por fim, um bom investidor nunca deixa de buscar informações. 

É de suma importância que continue buscando conhecimento e se atualize sobre os movimentos do mercado. 

Isso com certeza ajudará a diminuir os riscos com esse tipo de investimento. 

Vale a pena investir em criptomoedas?

Se esse tipo de investimento se encaixa no seu perfil de investidor e você está disposto a encarar os ricos, trabalhando com cautela e investindo uma pequena parcela dos seus recursos, então, sim. Pode ser um bom investimento. 

Contudo, vale lembrar que devido ao futuro incerto e a dificuldade de estipular seu valor real, investir em criptomoedas é muito especulativo. 

Em outras palavras, apenas um bom conhecimento de como funcionam as criptomoedas e estar sempre atento a como operar esse tipo de mercado irá possibilitar que você consiga agir de maneira que reduza esses riscos e consiga ganhos acima da média. 

A nossa moeda digital, a Cultecoin, chegou para revolucionar o mercado para agricultores brasileiros e apresentar novas perspectivas de fazer negócio!

Conheça mais sobre a Cultecoin, a criptomoeda do agro com maior potencial em 2021, clicando aqui!

Comentários

Enéas

Como adquirir cultecoin?

Cristine Sutil

Direto pelo site da Cultecoin, http://www.cultecoin.com.br, se cadastre na White list e aguarda um e-mail, se tens mais duvidas entre em nosso grupo do Telegram e tenha mais informações https://t.me/Cultecoin

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

My default image