My default image

Cultivo da bananeira: Saiba como produzir bananas

Considerando que a banana é uma frutas mais populares e produzidas no Brasil, o cultivo da bananeira é muito importante para a economia do país. De acordo com o IBGE, em 2010, a banana ficou apenas atrás da laranja em produção e consumo no país. Não é à toa: sua versatilidade faz com que entre nos cardápios como acompanhamento em refeições e sobremesas, além de ser uma delícia fresca. 

Aprenda mais sobre como cultivar bananas com a Culte neste artigo cheio de dicas! 

Aqui na Culte, mais do que conteúdos informativos, temos financiamento pessoal disponível com a finalidade de ajudar os pequenos agricultores a cultivar e a vender mais. Entre em nosso site e veja os nossos serviços financeiros disponíveis para lhe auxiliar.

banner emprestimo

A Banana no Brasil 

Vindas originalmente do sudeste da Ásia, as bananeiras crescem em quase todas as regiões tropicais do mundo. No Brasil, de acordo com os dados de 2019 da Embrapa, a maior parte da produção fica no Nordeste, cerca de 34,2%, seguida de perto pelo Sudeste, responsável por 34,1% do total nacional. O destaque é o estado de São Paulo, atual maior produtor de bananas do país. 

A variedade é muita e, para o mercado interno, as principais são as bananas prata, prata-anã, pacovan, maçã, terra, mysore e d’angola; enquanto isso, o mercado externo prefere nanica, nanicão e grande naine. Até a casca da banana pode ser consumida, reforçando o grande número de diferentes usos para a fruta.

O clima correto para o cultivo da bananeira

Dependendo do clima, tipo de banana, solo e dos tratos, a banana leva entre 12 e 18 meses até a colheita. A fim de aumentar a qualidade da sua plantação de bananeiras, você deve ter atenção a alguns fatores: a temperatura, precipitação (quantidade de chuvas), iluminação e vento. 

– Temperatura

O melhor clima para o cultivo de bananas fica entre 21°C e 29,5 °C, sem chegar a menos de 15,6 °C e mais de 35 °C.

– Precipitação (quantidade de chuvas)

Em solos que retém bastante água, a precipitação ideal é de 100mm por mês-1 e 180 mm mês-1 para os que retém menos. Ou seja, a melhor quantidade possível de chuvas por ano seria de 1.200 a 2.200 mm ano-1, sendo bem distribuídas. Em outros casos, é preciso irrigação para aumentar a produtividade. 

– Luminosidade para o cultivo da bananeira

Quanto mais luz receber, mais cedo a bananeira consegue iniciar o seu cacho. Ainda assim, as plantas podem se beneficiar com um sombreamento parcial, diminuindo doenças como a sigatoka-amarela.

– Vento

A princípio, qualquer grande ventania pode destruir um bananal ou alterar a fixação das plantas ao solo. É por isso que a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) recomenda o uso de plantas “quebra-vento”, ou seja, mais resistentes a ventos fortes que diminuam a pressão sobre as bananeiras

– Umidade e altitude 

Locais com umidade relativa anuais acima de 80% produzem bananeiras que se desenvolvem melhor e duram mais. Além disso, quando o cultivo está entre o nível do mar e 300 metros de altitude, o ciclo da planta é mais curto. Por isso, quanto maior a altitude, menos ideal fica para a plantação. 

Cultive a bananeira

Eventualmente, após todos os cuidados na hora de escolher a melhor área para a plantação de bananas, é hora de se preparar para cultivar. Sendo assim, é preciso ter atenção com mais alguns detalhes importantes:

– Época de plantio 

Antes de mais nada, a época correta para o plantio é o período de chuvas mais esparsas, isto é, menos frequentes. Por outro lado, se o cultivo de bananeiras for com irrigação, qualquer época do ano é favorável ao crescimento das plantas. 

Espaçamento entre mudas

Primeiramente, a partir da análise do porte da planta, é necessário definir o espaço entre as mudas. De acordo com o manual da Embrapa, a recomendação para cada porte é a seguinte:

  • Baixo a médio:  2,0 m x 2,0 m (2.500 plantas por hectare), 2,5 m x 2,0 m (2.000 plantas por hectare) e 2,5 m x 2,5 m (1.600 plantas por hectare)
  • Semi-alto: 3,0 m x 2,0 m (1.666 plantas por hectare) e 3,0 m x 2,5 m (1.333 plantas por hectare)
  • Alto: 3,0 m x 3,0 m (1.111 plantas por hectare); e 4,0 m x 3,0 m (833 plantas por hectare)

– Coveamento do solo

As covas, feitas com uma profundidade de 30 cm ou 40 cm, devem ter comprimento e largura parecidas também, nas mesmas dimensões. Dessa forma, a plantação fica uniforme e com menos risco de acidentes com as bananeiras.

– Seleção e preparo das mudas

As mudas vêm em vários tipos: chifrão, chifre e chifrinho, das maiores para as menores. Em primeiro lugar, elas são separadas diretamente de outro bananal ou um viveiro mais novo (com menos de 5 anos) e devem ter, de preferência, formato cônico e 60 a 150 cm de altura. Após isso, seguem sem as raízes e a maior parte do tronco, que deve ter apenas 10 a 20 cm de altura. 

– Plantio de bananeiras

A muda vai para a cova adubada e, então, calca-se a terra ao redor do rizoma (a parte onde nascem as raízes e os filhos). Para terminar de firmar a planta, depois de colocar a muda, a terra do fundo da cova deve ser espalhada por cima e calcada. 

– Replantio

Depois de um período de 30 e 45 dias após o plantio, é feito o replantio com mudas (arrancadas e plantadas no mesmo dia) maiores que as primeiras, para que haja um padrão na hora da colheita. 

O solo ideal para plantar bananeiras

Solos planos ou pouco elevados, ricos em matéria orgânica e que retém bem a água (médio ou pouco argiloso), além de serem profundos, são os melhores para esse tipo de plantação. A parte boa, porém, é que as bananeiras são bastante adaptáveis a outros solos, mesmo que seja necessário investir mais em adubação, drenagem ou irrigação

Preparar bem o solo para o plantio de bananeiras significa ter certificação de que o solo consegue infiltrar bem a água. Dessa forma, também não é recomendável remexer demais o solo ou compactá-lo. 

Junto com a banana, algumas culturas podem ajudar a melhorar o solo, como feijão-de-porco, crotalárias, leucena e outras, segundo o Sistema de Produção da Embrapa, a fim de cobrir o solo e prover resíduos vegetais bons para as plantação.

Depois do plantio

Os principais cuidados no cultivo das bananeiras após o plantio são: irrigação, capinas para tirar ervas daninhas, desbaste (retirada do excesso de filhos da bananeira, o ideal é ter apenas um ou dois), desfolha da folhagem morta, seca ou quebrada, escoramento contra os ventos fortes, ensacamento do cacho e corte do tronco (imediatamente após a colheita).

Tudo pronto para o cultivo da bananeira?

Finalmente, você está pronto para o cultivo da bananeira. Só falta uma partezinha: Pesquisar o Mercado, investir e ter certeza de que seu negócio vai ter sucesso. Mas isso é mais simples do que parece: você pode contar conosco! 

A Culte ajuda você a construir o melhor caminho para o seu negócio, e conosco você pode contar com empréstimos, financiamento, adiantamento das suas compras e uma mãozinha a mais na hora de vender. 

Conheça nossos produtos e cresça mais!

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

My default image