O que é AgroNordeste? Saiba tudo.

O programa Agronordeste está ampliando o acesso dos produtores à capacitação, orientação técnica e controle de despesas. Desde o início de 2020, agricultores da região nordeste estão recebendo assistência técnica e gerencial com a nova politica pública.

Portanto, o atendimento é gratuito e dura dois anos, com visitas mensais dos técnicos de campos às propriedades rurais.

Desse modo, direcionar atenção especial para a região é uma forma de fortalecer a economia dos nordestinos. 

Nós reconhecemos a sua importância para a economia do país. Assim, oferecemos o melhor serviço de financiamento rural para agricultores familiares.

Por dentro do Programa Agronordeste 

Em primeiro lugar, é importante saber que o Agronordeste é um plano especial voltado para pequenos e médios produtores da região Nordeste.

De fato, produtores que encontram dificuldades para expandir o negócio, geração de renda e emprego na região onde vivem fazem parte da política pública.

Em segundo lugar, o número de municípios participantes é bem significativo. 230 municípios dos nove estados do nordeste, além de Minas Gerais, fazem parte do programa que teve início em janeiro de 2020.

Em terceiro lugar e mais importante, de acordo com a ministra Tereza Cristina, o Nordeste produz hoje mais que o Centro-Oeste e o Sudeste juntos.

O plano foi desenvolvido numa parceria entre:

  • Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar)
  • Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA)
  • Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae)
  • Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e 
  • Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB). 

Além disso, bancos como o Banco do Nordeste (BNB),  Banco do Brasil, fazem parte do projeto.

Aliás, a Culte apoia o agricultor familiar e também disponibiliza crédito rural. Entre em contato conosco e conheça nossas soluções de financiamento.

My default image

Como funciona o programa?

A Embrapa Territorial realizou um estudo a fim de identificar as cadeias produtivas com potencial de crescimento na região. Como resultado obteve-se: arroz, leite, caprinos, mandioca, ovinos, mel, cebola, tomate, feijão e cachaça.

Sob o mesmo ponto de vista, conheça os 10 produtos de Cultivo Temporário no Nordeste.

Ademais, obstáculos presentes e as possíveis soluções também foram analisados. Solo, clima, estrutura e recursos naturais foram fatores importantes para escolha dos territórios. 

Os estados participantes do programa Agronordeste foram divididos em 12 territórios.

São eles:

  • Médio Mearim (MA)
  • Irecê e Jacobina (BA)
  • Cariri Paraíba (PB)
  • Alto Médio Canindé (PI)
  • Moxotó (PE)
  • Sertões de Crateús e Inhamuns (CE)
  • Salinas (MG)
  • Vale do Jaguaribe (CE)
  • Sergipana do São Francisco (SE)
  • Vale do Açu (RN)
  • Batalha (AL)
  • Januária (MG)
  • Araripina (PE)

Com a finalidade de aumentar o alcance, até 2021, o programa deverá ter 30 territórios.

Cada território tem um município pólo. Em princípio, a escolha do pólo levou em conta o melhor local para execução do projeto. 

Logo após, foi implantado um Escritório Local de Operações (ELO), em cada um dos polos.

Dessa forma, os representantes do Ministério da Agricultura e demais parceiros do programa poderiam acompanhar de perto.

Fase experimental do programa Agronordeste

Antes do lançamento, o programa Agronordeste passou por uma fase experimental.

Isto é, a equipe técnica conversou com alguns produtores para identificar os principais obstáculos enfrentados na produção e geração de renda. 

Como resultado, a investigação apontou:

  • Carência de assistência técnica
  • Dificuldade na comercialização
  • Dependência de programas governamentais para venda
  • Dificuldade de acesso a crédito

Quais os objetivos principais do programa?

O plano é dirigido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

Assim, a meta em médio prazo é aumentar a renda dos pequenos e médios produtores entre 20% e 50%. 

Além disso, o programa também visa:

  • Ampliar a cobertura de assistência técnica
  • Promover a organização e fortalecer os produtores
  • Cultivar produtos com qualidade
  • Valor agregado
  • Garantir a disponibilidade hídrica
  • Expandir o acesso
  • Diversificar mercados.

Mesmo que recente, o Programa Agronordeste registrou excelentes avanços:

“O cenário era de ausência de manejo sanitário, de linha de ordenha, dados técnicos, e informações sobre custos de produção. Entretanto, hoje, a realidade dessas propriedades é completamente diferente. Sistemas de ordenha, planejamento de forragem, organização da dieta dos animais, testes de mastite e normas de bem-estar animal fazem parte do manejo”

De acordo com Luana Torres, em entrevista à CNA Brasil, em conclusão ao resultado da bovinocultura no Alagoas.

Por certo, o programa Agronordeste trará benefícios a todos.

Não apenas aos agricultores, como também à comunidade que terá acesso a produtos de qualidade.

Com toda a certeza, investir na agricultura familiar é fundamental para garantir o abastecimento de alimentos da população brasileira.

A Culte também pode ajudar seu negócio familiar crescer!

Contamos com iniciativas de financiamento rural e políticas públicas para expandir seu negócio familiar. 

Uma vez que disponibilizamos uma loja virtual para seu negócio, onde seus clientes terão acesso a um catálogo digital com todos os seus produtos. 

Acesse o nosso blog para ler mais conteúdos sobre a economia do Nordeste brasileiro e suas características.

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.