A produção de mel está presente em todo país. Apesar de não ser necessária uma formação oficial para que o apicultor execute esse tratamento, ele deve entender a importância das abelhas para o meio ambiente, como funciona um apiário e como fazer o manejo adequado. 

Não é de hoje que o mel está presente na vida dos brasileiros, seja como alimento ou como remédio. Provavelmente você já teve contato com algum produto produzido pelas abelhas, como própolis, geleia real ou ainda a cera.

De acordo com o IBGE, no ano de 2018, o Brasil produziu cerca de 41.594 toneladas de mel.

Nosso país tem potencial para aumentar essa marca, pois temos características de clima e flora que são favoráveis para o desempenho potencial das abelhas.

A Culte oferece os melhores serviços para você, apicultor. Ajudamos na comercialização de alimentos conectando agricultores a compradores. Entre em contato conosco para saber mais!

My default image

Planejamento do apiário 

Antes de mais nada, o primeiro passo do planejamento do apiário é saber o local onde será instalado. 

A apicultura, ou seja, a criação de abelhas, não pode ser feita dentro do perímetro urbano. Uma vez que isso pode gerar acidentes envolvendo outras pessoas. 

O apicultor que não observar esse importante aspecto pode ser responsabilizado civil e criminalmente caso aconteça algum acidente.

Portanto, esteja atento! A localização do apiário é de grande importância e merece atenção.

Como apicultor, leve em consideração alguns fatores antes de instalar seu apiário:

  • Se a região for de difícil acesso para as abelhas voarem em busca de néctar, elas iram se cansar com facilidade, comprometendo a produção.
  • O local deve receber a luz do sol da manhã e sombra a tarde. 
  • A parte frontal das colmeias deve estar voltada para o lado onde nasce o sol. 
  • O número de colmeias de um apiário vai depender da quantidade de abelhas da região. 

Do mesmo modo, deve-se levar em consideração também a florada, o tipo de vegetação do local e a existência de outros apiários numa distância entre 3 a 5 km do seu. 

Pois, geralmente a existência de muitos apiários numa determinada região pode provocar a competição entre as abelhas. Causando prejuízo para os produtores.

Leia também: Cultivo de Cupuaçu na Agricultura Familiar do Nordeste

Potencial de produção do apiário

O número de colmeias a serem instaladas vai depender do potencial de flores da região. 

E como saber se o potencial é alto ou não? A resposta está principalmente na produção de mel. Se a produção anual da colmeia for inferior a 25 kg mel, quer dizer que está muito baixa.

Esse é um sinal de que você deve diminuir o número de colmeias. Em condições favoráveis o apicultor pode iniciar um apiário com uma quantidade de 25 a 30 colmeias.

No entanto, para o apicultor iniciante o ideal é começar com 10 colmeias e depois ir expandindo o negócio à medida que vai ficando mais experiente. 

Outro ponto a ser mencionado é o espaço entre uma colmeia e outra. Para que o apicultor opere com uma boa margem de movimento, respeite a distância de 2 a 3 metros.

E finalmente, é conveniente que o apicultor se filie a uma associação de apicultores, pois através dela será possível fazer a venda de mel, cera e outros produtos. 

Além é claro, de poder comprar os equipamentos e seus acessórios direto dela e com preços mais acessíveis.

Manejo com os ninhos

Antes de tudo, é necessário proteger os ninhos contra chuva, sol e vento forte. Existem dois tipos de abrigos para as abelhas, e são recomendados de acordo com a agressividade da espécie:

  • Abrigos Individuais: recomendados para espécies mais agressivas.
  • Abrigos Comunitários: recomendados para espécies menos agressivas.

O material ideal desses abrigos é a madeiras secas resistentes e ao mesmo tempo leve. As madeiras mais utilizadas são o cedro, mogno, louro-vermelho, louro-faia e marupá.

Da mesma forma, é importante cuidar do local onde se encontra o apiário. Visto que, insetos nocivos podem atacar as colmeias. Dica: mantenha sempre a grama bem aparada para evitar invasão de formigas.

As colmeias devem ter telhados inclinados para facilitar o escoamento da chuva, evitando que entre nos ninhos. Evite implantar o apiário em locais muito úmidos.

Por último, em uma distância que não seja maior que 3 km do apiário, certifique-se de não usar qualquer agrotóxico ao produzir mel orgânico.

My default image

Equipamentos de proteção necessários

Desde já, é importante considerar que lidar com abelhas é sempre uma atividade relativamente perigosa, logo o apicultor deve tomar todas as medidas preventivas para evitar acidentes.

Portanto, adquira equipamentos capazes de garantir não apenas a sua segurança, mas também boas condições de trabalho em seu apiário, como:

  • Uso de EPIS, como luvas, macacões de preferência de nylon com janelas de arejamento para evitar o suor em excesso, especialmente em regiões quentes. 
  • Botas de boa qualidade e de cor branca, assim como todas as demais vestimentas, pois a cor preta causa irritabilidade nas abelhas. 
  • Um bom fumigador, que tenha uma fumaça intensa para que durante a aplicação de fumaça, as abelhas tenham a falsa impressão que terá um incêndio. 

Assim, elas vão até as colmeias, se alimentam de mel e ficam mais pesadas e com dificuldade de dobrar o corpo e consequentemente picam muito menos.

Leia também: Maracujá e seu cultivo na Região Nordeste

Pastagem apícola

Igualmente importante para o sucesso em apicultura é a existência de uma boa florada na região. Uma vez que é nas flores que as abelhas vão buscar o néctar, com o qual vão produzir o mel. 

No caso do Brasil todas as flores são importantes para apicultura, destacando-se, no entanto, as de jabuticaba, pitanga e carqueja, pelo alto teor de néctar que apresentam. 

Apesar disso, é importante também que o apicultor não fique apenas dependente da natureza. É necessário que ele também plante algumas flores nas proximidades de seu apiário. 

Não podemos esquecer que é indispensável que haja perto do apiário água limpa e em abundância, seja através de rios ou tanques, reservatórios e bebedouros, providenciados pelo próprio produtor.

Podemos concluir o quão necessário é ter conhecimento e colocar em uso as boas práticas de manejo com apiários para o sucesso da cultura. 

Sabemos que muitas vezes não basta apenas ter conhecimento para investir em um negócio próprio. É por isso que a Culte oferece as melhores linhas de crédito pessoal e taxas especiais para empréstimos. Entre em contato com a gente para saber mais!

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.