My default image

Matéria prima de doces e cosméticos, com grande aceitação no mercado brasileiro e internacional. Esse é o cupuaçu! Que se tornou aposta de vários agricultores familiares da região nordeste, afinal, o cultivo do cupuaçu oferece várias vantagens e está cada vez mais valorizado. 

É exatamente sobre isso que falaremos hoje. 

Antes de tudo, uma curiosidade: o cupuaçu é  primo do cacau e é possível extrair cupulate, o chocolate de cupuaçu! Isso mesmo, ambos os frutos pertencem à mesma família, Sterculiaceae. 

Como visto anteriormente, cultivar cupuaçu traz várias vantagens para o produtor.

Sobretudo a possibilidade de aproveitamento de quase 100% do fruto. Ou seja, você pode comercializar a casca, a semente e a polpa para os mais diferentes tipos de indústrias. 

A agricultura familiar tem forte dominância na região Nordeste do Brasil. 88 % dos produtores são da agricultura familiar

Por isso, a Culte oferece os melhores serviços para você, agricultor nordestino. Ajudamos na comercialização de alimentos conectando agricultores a compradores. 

Entre em contato com a gente para saber mais!

Voltando ao cupuaçu, trago mais uma curiosidade: devido seu sucesso, em 2003 os japoneses tentaram patentear a produção e uso da gordura da semente do cupuaçu. Loucura né? 

Contudo, o Japão perdeu essa disputa e o Cupuaçu voltou a pertencer a sua legítima dona, nossa amada Floresta Amazônia. Ainda bem!

E ai? Quer descobrir o motivo de tanto sucesso e ainda saber como cultivar cupuaçu? 

Então, continue com a gente, pois neste  artigo você vai entender um pouco mais sobre: 

  • Cultivo de cupuaçu para indústria
  • Cupuaçu na agricultura familiar do Nordeste
  • Características do cupuaçu
  • Como cultivar cupuaçu

My default image

Cultivo de cupuaçu para indústria

O Cupu (pois é, ele recebeu um apelido fofo dos produtores), é uma fruta muito popular na floresta amazônica.  

Apesar de ser nativo da região Norte, o cupuaçu é cultivado também na região Nordeste, principalmente na Bahia.

Vale ressaltar que o cupuaçu está presente não só na alimentação do brasileiro, mas também em produtos de cuidados com o corpo, como cremes hidratantes, perfumes e sabonetes. 

Seu sabor e aroma são marcantes. É uma fruta ácida, com bons teores de brix e pectina. A semente é rica em gordura e teobromina. 

Ou seja, não demorou muito para que o cupuaçu se tornasse o queridinho da indústria cosmética! Afinal, suas características favorecem e muito o esse nicho de mercado.

Abastecer a indústria não é tarefa fácil. Podemos concluir então, que a demanda alimentícia do cupuaçu é alta. 

O cupuaçu é facilmente encontrado em feiras livres na versão “in natura”, ou seja, como polpa congelada. 

Por outro lado, a indústria alimentícia utiliza a polpa da fruta em sucos, doces, compotas, musses, bebidas e sorvetes.

Aliás, no nosso pódio de “casamento perfeito”, o açaí com cupuaçu só perde para o primeiro colocado, arroz com feijão. 

Cultivo de cupuaçu na agricultura familiar do nordeste 

As comunidades indígenas cultivavam o cupuaçu como fonte primária de alimento. Entretanto, aos poucos sua fama foi aumentando, e hoje é uma fruta conhecida em todo território brasileiro. 

O cupuaçu pode ser cultivado em espaços pequenos.  Por isso, não é difícil encontrar uma árvore de cupuaçu no quintal do nordestino. 

Em outras palavras, se você deseja começar seu próprio negócio como agricultor, mas não tem muito espaço para começar, saiba que o cultivo cupuaçu será uma escolha certeira, podendo se tornar sua principal fonte de renda.

Aliás, o cultivo de cupuaçu é fonte de renda de muitas famílias. Ao passo que em 2005, a produção brasileira de cupuaçu foi de 200 milhões de frutas. 

A média de produtores chega a 170 mil pessoas,  gerando, aproximadamente, 220 mil empregos diretos e indiretos. 

O lucro do Brasil com exportações da fruta chegou a $20 milhões de dólares em 2005. Portanto, fica fácil perceber que o cultivo de cupuaçu traz grandes benefícios para nossa economia, não apenas interna, mas também externa. 

Leia também: Criação de galinha: Por onde começar?

My default image

Características do cupuaçu

O cupuaçu se destaca por sua casca dura, lisa e de cor marrom-escura. A polpa é carnuda e de cor branca.

Seu tamanho é considerado grande, pois varia entre 12 a 25 cm de comprimento. Atinge de 15 a 40 cm de diâmetro.

O cupuaçuzeiro, isto é, a árvore que produz cupuaçu, tem de médio porte, podendo chegar a 20 metros de altura. 

Já sua copa, atinge 7 metros de diâmetro. Isso possibilita que a planta seja  cultivada em quintais ou pequenos pomares. 

Basicamente, o cupuaçu é composto por: 

  • 45% de casca
  • 37% de polpa
  • 15% de sementes
  • 3% de placenta

Mas nada se perde cultivando cupuaçu!

Depois de colher a fruta, a polpa é removida e pode ser comercializada congelada. Em seguida, as sementes têm sua gordura extraída, podendo ser vendida para indústria cosmética. Já a casca pode ser utilizada em peças de artesanato. 

Tipos de cupuaçu

O cupuaçu pode ser encontrado em algumas variedades, as mais conhecidas são: 

  • Redondo: tamanho arredondado e mais o cultivado na Amazônia
  • Mamorama: tamanho mais alongado
  • Mamau: sem sementes, tamanho arredondado.

Leia também: Programa Agronordeste: Tudo o que você precisa saber

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o cupuaçu, chegou a hora de saber como cultivá-lo. Bora lá?

Como cultivar cupuaçu 

O cupuaçu é uma planta rústica, ou seja, ao contrário do que se imagina, não há muita dificuldade em seu cultivo.

Dessa forma, você pode iniciar o plantio com sementes ou mudas. 

1) Preparo da semente para cultivo de cupuaçu

Se escolher fazer o plantio por meio de sementes, é importante deixá-las secar após separá-las da polpa. A princípio, deixe a semente secando por pelo menos dois dias.

Dica: escolha um lugar à meia sombra, pois é importante manter a muda sem contato direto com o sol nessa fase.

2) Plantio da semente

Em seguida, plante as sementes num vaso provisório. Mantenha a terra úmida e o vaso na sombra até que o primeiro broto saia. Desse modo, a evolução da muda terá mais chances de sucesso.

3) Plantio da muda

O cupuaçuzeiro pode chegar a medir 20 metros, por isso o mais indicado é cultivá-lo no solo. 

Dessa forma, é importante observar de perto o crescimento da muda, pois seu desenvolvimento no vaso será limitado.

Posteriormente, quando a muda estiver medindo de 70 cm a 80 cm de altura, transfira a planta para o solo.

Dica: faça o plantio no solo no início da estação chuvosa. 

4) Cova 

Prepare uma cova de 40 x 40 x 40. A terra utilizada deve ter boa umidade, textura argilosa e fluidez, assim você garante que o solo não fique encharcado demais. 

5) Espaçamento 

Os espaçamentos mais recomendados para cultivo solteiro são 7m x 7m e 7m x 6m.

6) Floração 

A floração ocorre no período de julho a setembro, mas pode acontecer junto com a frutificação, de novembro a março.

7) Colheita

Como resultado, colete os frutos maduros quando caírem no solo. Podemos dizer que a colheita ocorre de forma natural.

Enfim, ficou fácil perceber o quão simples é o cultivo de cupuaçu, não é mesmo? Você conferir mais dicas sobre o plantio aqui.

Entre em contato com a gente e conheça os nossos serviços. Muito mais que um banco! Apoiamos o trabalho desenvolvido pelo produtor rural fornecendo soluções de crédito, seja no plantio ou na pecuária.

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

My default image