My default image

Agora que você já conhece as melhores práticas na criação de caprinos e ovinos, vamos entender um pouco melhor sobre o investimento do governo para essa prática agrícola, e como você pode aproveitar esses benefícios. 

Portanto, continue com a Culte e saiba mais! Dessa forma, como reconhecemos a sua importância para a economia do país, oferecemos o melhor serviço de empréstimo pessoal rural para agricultores familiares.

Primeiramente, o investimento do governo num programa que investirá R $7 milhões em inovação tecnológica para caprinocultura e ovinocultura no Semiárido vem ganhando destaque. 

De fato, pequenos produtores de caprinos e ovinos do Semiárido brasileiro estão tendo uma nova oportunidade de aumento nas suas atividades como o novo investimento do governo.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), através da Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo, irá investir o valor na inovação tecnológica na produção de uma das principais fontes de renda na região, ou seja, caprinos e ovinos. 

Aliás, o programa Agronordeste vem ampliando o acesso dos produtores à capacitação, orientação técnica e controle de despesas.

Assim, o atendimento é gratuito e dura dois anos, com visitas mensais dos técnicos de campos às propriedades rurais.

De fato, o investimento do governo para o programa vai abranger uma rota de apoio tecnológico de mais de 3 mil quilômetros.

My default image

Por dentro do investimento do governo

Primeiramente, é importante saber que o investimento do governo para o Agronordeste é um plano especial voltado para pequenos e médios produtores da região Nordeste.

Assim, o objetivo é fortalecer a economia dos nordestinos, contribuindo com soluções tecnológicas para superar desafios à produção sustentável de carne, leite e seus derivados.

Dessa forma, produtores que encontram dificuldades para expandir o negócio, geração de renda e emprego na região onde vivem fazem parte da política pública.

Como irá funcionar o investimento do governo no programa?

230 municípios dos nove estados do nordeste, além de Minas Gerais, fazem parte do programa.

Nesse sentido, entre as estratégias de implementação do investimento do governo para está a capacitação de 550 técnicos e produtores locais.

Dessa forma, o projeto será coordenado pela Embrapa e terá como público-alvo pequenos agricultores familiares

No entanto, foi desenvolvido numa parceria entre:

  • Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar)
  • Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA)
  • Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae)
  • Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e 
  • Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB). 

Além disso, bancos como o Banco do Nordeste (BNB),  Banco do Brasil, fazem parte do projeto.

Assim, os estados participantes do programa Agronordeste foram divididos em 12 territórios.

São eles:

  • Médio Mearim (MA)
  • Irecê e Jacobina (BA)
  • Cariri Paraíba (PB)
  • Alto Médio Canindé (PI)
  • Moxotó (PE)
  • Sertões de Crateús e Inhamuns (CE)
  • Salinas (MG)
  • Vale do Jaguaribe (CE)
  • Sergipana do São Francisco (SE)
  • Vale do Açu (RN)
  • Batalha (AL)
  • Januária (MG)
  • Araripina (PE)

Por outro lado, serão seis polos polos produtivos de caprinos e ovinos no total. Sendo:

Bacia do Jacuípe (BA), Cariri Paraibano (PB), Sertão de Pernambuco (PE), Sertão dos Inhamuns (CE) e Vale do Itaim (PI).

De fato, os representantes do Ministério da Agricultura e demais parceiros do programa podem acompanhar de perto.

Não apenas aos agricultores, como também à comunidade que terá acesso a produtos de qualidade.

Com toda a certeza, o investimento do governo na agricultura familiar é fundamental para garantir o abastecimento de alimentos da população brasileira.

Leia também: Barter: Uma alternativa para a distribuição agrícola

My default image

Quais os objetivos principais do programa?

De fato, o investimento do governo vem possibilitando infinitas oportunidades. A meta a médio prazo é aumentar a renda dos pequenos e médios produtores entre 20% e 50%.

Além disso, o programa também visa:

  • Controle e prevenção de doenças
  • Melhoramento Genético de caprinos e ovinos
  • Segurança alimentar dos rebanhos
  • Viabilidade econômica e gestão da propriedade
  • Agregação de valor a produtos cárneos e lácteos
  • Capacitação continuada
  • Atualização tecnológica
  • Ampliar a cobertura de assistência técnica
  • Promover a organização e fortalecer os produtores
  • Cultivar produtos com qualidade
  • Valor agregado
  • Expandir o acesso

A Culte também pode ajudar seu negócio familiar crescer!

De fato, contamos com iniciativas de crédito pessoal rural e políticas públicas para expandir seu negócio familiar. 

Assim, no Ecossistema Culte, você encontra uma loja virtual para seu negócio, onde seus clientes terão acesso a um catálogo digital com todos os seus produtos e muito mais.

Entre em contato conosco e conheça nossas soluções de financiamento.

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

My default image