My default image

Parreira de uva: Saiba como plantar na sua propriedade

A parreira de uva chama atenção só de olhar, tamanha é a beleza dos seus frutos. A uva está presente no dia a dia do brasileiro, principalmente em épocas comemorativas.

Fruta pequena, de sabor doce e matéria prima de bons vinhos. Não é difícil encontrar pelos corredores dos supermercados geleias, picolés e suco, balas de uva, por exemplo.

O cultivo da uva promove geração de renda e emprego para os mais diferentes mercados, principalmente para o agricultor familiar. 

Nossos serviços são voltados para o pequeno agricultor familiar. Na Culte, você encontra financiamento pessoal e conteúdo informativo sobre todas as cadeias produtivas do agronegócio.

A uva tem origem europeia, logo se adapta muito bem a climas frios. Não é por acaso que o Rio Grande do Sul é o maior estado produtor do Brasil.

My default image

Para se ter uma ideia, a previsão de colheita para a safra de 2021 é de 875 mil toneladas de uva. Em outras palavras, a perspectiva é de que haja um crescimento de 19% em relação à safra do ano passado. 

Apesar disso, a uva é cultivada em vários estados brasileiros, inclusive nas regiões onde o clima é mais quente. Aliás, a região Nordeste apresentou um excelente desenvolvimento na viticultura. 

De maneira geral, a produção de uvas no Nordeste apresenta um constante crescimento. Não demorou muito para que a Embrapa investisse em uma nova cultivar, específica para a região.

Hoje iremos falar um pouco mais sobre como cultivar parreira-de uva no Nordeste.

Continue a leitura!

Leia também: Maracujá e seu cultivo na Região Nordeste

Parreira de uva no Nordeste

Como vimos anteriormente, a região Nordeste do Brasil, apresentou uma ótima evolução na fruticultura da uva. Bahia e Pernambuco, que fazem parte da região do Vale do São Francisco, foram os estados de maior destaque no cultivo de uvas.

Acima de tudo, devido ao clima da região, que favorece duas safras por ano. De tal forma que são cultivadas mais de 20 cultivares de uvas de mesa no Vale do São Francisco. 

O estado de Pernambuco lidera o ranking de produtores de uvas. Somente no ano de 2018, estima-se que a área colhida foi de 10.500 hectares e a quantidade de uvas produzidas ultrapassou 230 toneladas. 

Aliás, o Submédio do Vale do São Francisco é responsável por 99% das exportações brasileiras. 

Como resultado, o programa de melhoramento genético ‘Uvas do Brasil’, da Embrapa, apostou firmemente na ideia de desenvolver uma variedade de uvas própria para região Nordeste. 

Em 2020, ocorreu o lançamento da primeira variedade de uva 110% nordestina, e BRS Tainá.  

Na última década, a diversificação de cultivares e o aumento da oferta de uvas sem sementes no mercado interno são apresentadas como mudanças na cadeia produtiva da uva de mesa no Brasil.

O mercado interno está cada vez mais exigente. Nesse sentido, a busca por uvas brancas e sem sementes aumentou.

Com a finalidade de atender tal necessidade, a BRS Tainá não tem sementes. Sua cor é branca. O sabor é neutro e os níveis de açúcar e acidez são bem equilibrados.

Em outras palavras, a nova variedade chegou para facilitar ainda mais a vida do viticultor.

Leia também: Milho no Nordeste: Saiba mais sobre sua produção

Mas qual variedade para minha parreira de uva?

De fato, essa decisão vai depender de diversos fatores, como por exemplo a finalidade desejada. O cultivo será destinado ao processamento, ou seja, transformação da uva em sucos e vinhos ou consumo in natura?

Em seguida, é importante escolher a variedade que mais se adapta a sua região.

No caso da região Nordeste, o grande destaque fica por conta das variedades Moscatel, Syra, Silvaner, Moscato Canelli e Chardonnay.

Regiões de climas mais frios, como a região Sul, possuem temperaturas e condições favoráveis para cultivar parreira de uvas Merlot, conhecida como rainha da serra gaúcha. Além disso, variedades como Tannat Pinot Noir também são destaque na região. 

Por outro lado, a variedade niagara rosada mostrou excelente adaptação na região Centro-Oeste.

Como plantar uva

Cultivar uma parreira de uva, irá exigir total atenção do agricultor familiar. Afinal, um bom plantio e manejo irá garantir uma produção de sucesso. 

1) Plantio

Muda escolhida é hora de preparar a planta para o plantio. Antes de mais nada, forneça água para a planta por aproximadamente cinco minutos, utilize um regador para isso. 

Então, prepare o solo e transfira a muda para terra. Após 20 dias do plantio, escolha o broto mais forte para e conduza até a madeira sem sustentação.

Utilize barbante para amarrar. Lembre-se de retirar o excesso de galhos e folhas laterais. 

2) Melhor época para plantar sua parreira de uva 

A melhor época de plantio vai depender do tipo de muda escolhida. No caso das mudas por enxertia, o recomendado é plantar entre os meses de julho e agosto. 

Por outro lado, as mudas de torrão, entre outubro e dezembro. Assim, percebe-se que o período ideal para plantar é no segundo semestre.

Leia também: Cultivo de Cupuaçu na Agricultura Familiar do Nordeste

3) Luminosidade

Primeiramente é importante saber que a uva adora o sol! Por isso, a luminosidade será um fator essencial para o desenvolvimento da parreira.

Em outras palavras, a falta de luz pode prejudicar a qualidade dos frutos. Além disso, as chances de sofrer ataques de fungos, como Míldio, aumentam. Dessa forma, escolha um local onde haja exposição com a luz de 6 a 8 horas por dia. 

4) Temperatura 

De maneira geral, a parreira de uva se adapta bem a mudanças climáticas, entretanto, a faixa de temperatura deve ser entre 15º e 30º C 

5) Circulação de ar 

Assim como a gente, a uva também adora uma brisa. Por isso, considere cultivar sua parreira num local onde haja boa aeração. Isso irá ajudar a diminuir ataques de fungos.

6) Solo

Do mesmo modo, solos profundos, bem drenados e livres de grama e ervas daninhas são os preferidos das parreiras de uva. A cova ideal deve ter uma dimensão de 60cm x 60cm x 60cm. 

7) Sustentação dos ramos

A uva é uma planta trepadeira, logo, precisa de sustentação para garantir o bom desenvolvimento de seus ramos. 

A princípio, os métodos mais utilizados são espaldeira, latada

No sistema espaldeira, os galhos são direcionados na vertical. Normalmente, utiliza-se dois ou mais fios de arame firmados num poste de madeira. 

Já no sistema latada, os ramos são direcionados na horizontal. Nesse sentido, utilizam-se arames suspensos cerca de dois metros do chão. 

My default image

Colheita da parreira de uva

O momento ideal para colheita ocorre quando o ciclo de maturação térmica, isto é, quando a fruta está doce. 

Com a ajuda de um refratômetro (equipamento para medir o teor de açúcar) é possível medir o brix da uva. O recomendado é o 17º brix.

Renda x Produção 

De fato, o custo de produção e renda gerada vai depender de fatores como sistema de sustentação, irrigação, solo, insumo, mão de obra, entre outros.

A maior parte da produção brasileira de uvas vem de agricultores familiares. 

Um estudo de rentabilidade desenvolvido pela Embrapa, prevê custo total de implantação de R$20.724,46 por hectare. 

Em média, a faixa salarial para o produtor é de R $1.200,00 a R $2.000,00. 

Gostou de descobrir como plantar uva em casa? Compartilhe esse artigo nas suas redes sociais!

Acesse nosso site e veja o que podemos fazer por você agricultor familiar.

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

My default image