Agropecuária condiz com a junção de duas atividades relacionadas, a agricultura e a pecuária. Ambas fazem parte do setor primário da economia, ou seja, correspondem a atividades que produzem matéria prima para o abastecimento do setor secundário – as indústrias.

Porém, embora relacionadas, são atividades distintas, mas com um grande peso na economia brasileira.

Portanto, neste artigo, entenderemos as diferenças entre cada uma das partes da agropecuária.

Como setores relacionados, a agricultura e a pecuária têm um grande papel na economia nacional, assim como o pequeno produtor rural.

Conte conosco para ajudar a desenvolver seus projetos agropecuários. Nós da Culte somos mais que um banco, somos incentivadores de pequenos negócios rurais. Entre em nosso site e fique por dentro de todos os serviços que a nossa plataforma financeira pode oferecer.

My default image

Agricultura

Dentro da agropecuária, a agricultura corresponde a todas as técnicas utilizadas para o manejo e cultivo de plantas que tem por fim tanto a alimentação como a obtenção de matérias primas para bens industrializados.

A agricultura no Brasil age como uma das bases da nossa economia, desde os tempos da colonização porque temos condições climáticas e de solo favoráveis para tal.

Somada a pecuária, torna a agropecuária um dos setores com maior interferência direta na economia pois entrega geração de empregos e distribuição de renda, assim como bons índices de exportação.

Agricultura como fonte de matéria prima

A agricultura, além de agir como agente essencial para a alimentação mundial, também atinge outros setores assim como o alimentício.

A agricultura entrega matéria prima para vários ramos da indústria, como por exemplo:

  • Energética
  • Têxtil
  • Farmacêutica
  • Cosmética
  • Entre outras.

Lei também: Pecuária e as principais praticas no Brasil

Tipos de Agricultura

Como todo setor bem desenvolvido, assim como é o caso da agropecuária, existem vários tipos de agricultura que podem ser encontrados no país.

Alguns desses tipos se referem a área onde é exercida a função, assim como o tipo de mercado consumidor que esses produtos alcançarão.

Modalidade extensiva x intensiva

  • Extensiva: Nessa modalidade de prática agrícola, pouco capital será investido, causando baixa produtividade e mão de obra rudimentar. Portanto não há emprego de tecnologias avançadas e então, geralmente é realizada em pequenas propriedades rurais. Sua produção destina-se ao mercado interno.
  • Intensiva: Em seu formato intensivo, a prática agrícola se dá com muito capital investido, alta produtividade, mão de obra qualificada e alto nível de mecanização. Acaba sendo mais utilizada em áreas de grande extensão porque a produção é destinada para a exportação.

Leia Mais: Agricultura familiar: quem são os protagonistas do setor?

My default image

Tipos de agricultura em relação ao agricultor

– Familiar

Como o nome diz, é realizada por famílias, com base em produção de subsistência. Portanto, faz uso de mão de obra básica, com pouca ou nenhuma tecnologia.

O terreno normalmente é pequeno. Entretanto, a agricultura familiar tem um peso muito importante para a economia, pois representa 80% da produção de alimentos consumidos internamente.

– Comercial

Esse tipo de agricultura também pode ser conhecido como agricultura moderna. Esta representa o cultivo de um único produto agrícola, ou seja, o foco de sua produção destina-se para um produto somente e a produção ocorre em massa pois será voltada para exportação.

Então, é realizada em grandes extensões de terra, adota métodos tecnológicos, o que gera alta produtividade. De fato, Infelizmente, para obter esses resultados positivos para a agropecuária, causa grandes impactos ambientais, como desmatamento, exaustão do solo e perda de biodiversidade.

– Sustentável

Tem como principal característica ser uma prática que tem pôr fim a preservação do meio ambiente e gerar o mínimo de danos possível ao ecossistema. Atua por meio de ações como a diminuição do uso de agrotóxicos e de fertilizantes e captação e reuso da água.

My default image

Pecuária

Assim como a agricultura, a pecuária compõe o termo agropecuária e atua no setor primário. A pecuária corresponde à criação e manuseio de animais, principalmente para fins comerciais.

A criação desses animais não supre somente a necessidade somente em relação a carne, leite e ovos, mas também gera matéria-prima para a produção e obtenção de produtos derivados que não tem a finalidade de alimentação, como por exemplo a lã e o couro, usadas na indústria de vestimentas e calçados.

O couro também tem grande uso na indústria de mobiliário decorativo e de automóveis, portanto atinge um mercado inesperado.

Pecuária no Brasil

A pecuária no Brasil iniciou-se na região Nordeste, mas por ser uma região que sofre com seca extrema, a produção de gado migrou para as regiões Sudeste e Sul do país.

Atualmente, a produção de gado bovino concentra-se principalmente nas regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul, com grande destaque para o estado do Mato Grosso.

Entretanto, a criação de caprinos adaptou-se bem ao clima e se concentra no Nordeste, assim como criação de crustáceos e frutos do mar.

A criação de ovinos também se faz presente no Nordeste, assim como na região Sul. Dessa forma, os suínos e aves concentram-se no Sudeste e Sul do país.

Há quatro décadas, o rebanho brasileiro era menos que a metade do que temos hoje. Mas hoje temos o segundo maior rebanho bovino em questão mundial.

Esse desenvolvimento permitiu que o Brasil não só abastecesse o mercado interno como se tornar referência no mercado externo e atingir um número considerável de exportações.

Tipos de criação de gado para a agropecuária

Portanto, a criação de gado é um dos ofícios mais antigos em nossa civilização. Ao manusear animais para locomoção e subsistência, a humanidade chegou a outro patamar evolutivo pois parou de contar apenas com a força braçal.

Entre os tipos de gado para criação podemos destacar:

  • Apicultura: criação de abelhas
  • Avicultura: criação de aves
  • Assininocultura: criação de burros
  • Camelicultura: criação de camelideos – lhamas, vicunhas, camelos
  • Carcinicultura: criação de camarões
  • Crocodilicultura: criação de crocodilianos – jacarés e crocodilos
  • Cunicultura: criação de coelhos
  • Equinocultura: criação de cavalos
  • Herpetocultura: criação de répteis
  • Maricultura: criação de mariscos
  • Meliponicultura: criação de abelhas sem ferrão
  • Ovinocultura: criação de ovinos – ovelhas
  • Pecuária de corte, lã e leite: respectivamente – criação de bovinos para fornecimento de carne; criação de ovinos ou caprinos para fornecimento de lã e por fim, criação de bovinos para fornecimento de leite
  • Piscicultura: criação de peixes
  • Quelonicultura: criação de quelônios – tartarugas
  • Ranicultura: criação de rãs
  • Sericicultura: criação de bicho-da-seda
  • Suinocultura: criação de porcos
  • Truticultura: criação de trutas

A pecuária, assim como a agricultura, pode ser tanto intensiva quanto extensiva, conforme já vimos em artigos anteriores aqui na Culte.

Leia Mais: Pecuária extensiva ou intensiva: Qual a diferença? 

A importância da agropecuária

De fato, a agropecuária tem uma importância que não se limita somente a economia. Como formação da nossa sociedade, a agricultura e pecuária foram os fatores que fizeram o homem se fixar e formar comunidades que futuramente se tornaram cidades.

Por essa razão, o agronegócio figura entre as principais frentes da economia, já que afeta tudo ao seu redor. Diversos setores dependem da agropecuária, que gera empregos direta e indiretamente.

Embora precisamos citar que o desenvolvimento da agropecuária acaba trazendo consigo problemas ambientais pois a viabilidade da prática demanda áreas desmatadas.

Ou seja, a agropecuária, se não desenvolvida com elementos de preservação ambiental, acaba causando desiquilíbrio ambiental e perda de biodiversidade.

Em suma, agropecuária leva esse nome pois são atividades que se complementam. Precisa de ajuda para modernizar sua produção em algum desses quesitos? Conte conosco.

Por fim, aqui na Culte, temos empréstimos disponíveis para ajudar o pequeno produtor rural a expandir o seu negócio. Entre em nosso site e verifique nossas opções.

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.