My default image

Gestão Financeira no Campo: Como cuidar

A gestão financeira é o meio que o empreendedor, independentemente de seu tamanho, consegue administrar, analisar, investir e fazer melhorias em seu negócio.

Apesar de sabermos que o pequeno e médio produtor rural são os mais vulneráveis às oscilações do mercado financeiro, é possível se organizar e ter uma vida financeira saudável.

De fato, falar sobre finanças parece complicado. Mas nós da Culte separamos 4 dicas que vão ajudar a criar um plano a ser seguido para o bem de sua gestão financeira.

Acesse nosso site e saiba mais sobre nossos serviços, e em que podemos lhe ajudar em sua gestão financeira. Por isso, aqui na Culte, mais do que conteúdos informativos, temos financiamento pessoal e uma conta corrente digital, para lhe ajudar em seu gerenciamento financeiro. Entre em nosso site e veja os nossos serviços financeiros disponíveis para lhe auxiliar.

Leia também: Projetos no Agronegócio: Desenvolvimento e Gestão

My default image

Gestão financeira no Campo: Caixa

É o primeiro passo para manter uma boa gestão financeira. O seu caixa é a quantidade de dinheiro disponível. De fato, para entender qual o caixa, é preciso acompanhar os custos fixos e os custos variáveis.

Dessa forma, custos fixos são aqueles que temos todos os meses e permanecem constantes. Como exemplo: conta de água e conta de luz. Os custos variáveis são aqueles que mudam de acordo com a produção e volume de trabalho.

Uma boa tática é analisar os custos fixos e entender o que pode ser melhorado. Sistemas de irrigação inteligentes, por exemplo, podem melhorar a conta de luz. Mapear o solo pode reduzir a quantidade de fertilizantes. Técnicas de plantio adequadas podem reduzir esses custos fixos.

Atenção também aos custos variáveis. Sem dúvida, o produtor rural deve avaliar a necessidade desses custos e se há condições de pagar por eles.

Monitore a entrada e saída de dinheiro da conta para manter o controle do caixa.

Proteja a margem do seu negócio

O valor que o produtor ganha com a produção, suas vendas, somado a todas as suas despesas, gastos com juros e impostos, o que sobra é a margem.
Em poucas palavras, a margem é o lucro ou o prejuízo.

Por isso é muito importante entender os riscos e as variações do mercado. Dessa forma, o produtor rural não será pego desprevenido.

Conhecer seus custos, estar totalmente consciente sobre entrada e saída do caixa, definir uma margem esperada e alinhar políticas de comercialização para ela é uma forma de proteger o lucro esperado.

Assim sendo, o produtor rural deve saber o que está acontecendo no mercado financeiro.

Tenha informações confiáveis e monitore a saúde financeira do seu negócio
Com o fim de manter as finanças organizadas, o produtor deve ter documentado tudo que envolve dinheiro em seu negócio. Cumprir os passos a seguir:

  • Separar as despesas pessoais das despesas profissionais e registrar todas as transações.
  • Manter as informações claras e disponíveis pra ser de fácil acesso na hora em que surgir a necessidade de mais uma despesa.
  • Entender a liquidez e capacidade de pagamento, ou seja, se o que o produtor possui pode ser convertido em caixa e em quanto tempo. Uma plantação tem tempo de colheita até se converter em dinheiro. É preciso entender esse tempo.
  • Por fim, fazer projeções da entrada de dinheiro.

My default image

Olhe para o futuro e analise as tendências da cadeia

De fato, conhecer o seu negócio é conhecer o mercado e seu público. Assim sendo, analise as tendências desse mercado. Por exemplo, podemos citar o aumento do consumo de produtos orgânicos por um consumidor final que está mais preocupado com a saúde e sustentabilidade. Esses temas ficaram mais fortes de acordo com a preocupação das pessoas, então surgiu um mercado muito favorável para o pequeno agricultor familiar.

Certamente, entender e saber identificar mudanças no mercado para conseguir fazer as mudanças necessárias no próprio negócio e no tempo certo é o que diferencia os produtores que lucram daqueles que estão com as contas desequilibradas.

Em resumo, o planejamento estratégico pode prevenir muitas dores de cabeça.

Lembre-se das dicas anteriores e sempre execute estes passos:

  • Conheça seu negócio
  • Entenda o que esperar
  • Saiba onde pode inovar
  • Como aplicar técnicas mais baratas e efetivas.

Essas são as táticas levarão a uma boa gestão financeira.

Leia Mais: Crescimento sustentável e igualitário no agro é essencial

Novas tecnologias podem parecer caras, mas ao estudar financeiramente conseguimos ver o quanto essa prática é eficaz pois reduz custos fixos.

A Culte acredita na agricultura familiar e queremos que o seu negócio prospere. Aqui temos vários serviços financeiros a sua disposição, além de conteúdos sobre o agronegócio. Venha ver o que temos para oferecer.

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

My default image