banner_posts

A Apple marca sua entrada triunfante no universo da inteligência artificial (IA) com o inovador Modelo de Linguagem Multimodal (LLM) denominado Ferret. Este avanço notável, disponibilizado como um projeto de código aberto, foi desenvolvido utilizando a impressionante capacidade das 8 GPUs Nvidia A100.

Introdução ao Ferret

Ferret apple
Demonstração do Ferret.

Lançado discretamente em outubro, o Ferret, uma criação da Apple em parceria com especialistas da Universidade de Columbia, porém, inicialmente não atraiu muitos holofotes. Este modelo de IA é uma fusão de processamento de linguagem natural com visão computacional, permitindo interações inovadoras com conteúdo visual.

Diferenciando-se de outros modelos de IA, o Ferret possui a habilidade singular de identificar e interpretar objetos e regiões em imagens, conectando conceitos textuais a elementos visuais. Desse modo, esse recurso capacita o Ferret a conduzir conversas ricas e contextualizadas sobre imagens, uma façanha notável no campo da IA.

O processo de treinamento do Ferret

De fato, o treinamento do Ferret foi uma façanha técnica. Realizada com as avançadas GPUs Nvidia A100, conhecidas por sua memória de 80GB HBM2e RAM e capacidade de processamento de 312 TeraFLOPS. O modelo exibiu precisão notável, superando até mesmo o GPT-4 da OpenAI em descrições detalhadas de regiões de imagens.

Embora a Apple não tenha revelado os detalhes específicos do conjunto de dados utilizado no treinamento do Ferret, é sabido que ele foi cuidadosamente selecionado e incluiu mais de 1,1 milhão de amostras com conhecimento espacial hierárquico. 

Portanto, esse conjunto de dados diversificado permitiu que o Ferret alcançasse resultados superiores em comparação com outros modelos de LLM, especialmente em tarefas que exigem compreensão e localização de regiões específicas durante conversas.

Os benefícios do modelo de código aberto

Ilustração do “Ferret”, que traduzido significa Furão.

Portanto, uma das surpresas do lançamento do Ferret foi a decisão da Apple de disponibilizá-lo como um projeto de código aberto. Ou seja, a decisão contrasta com a abordagem tradicional da empresa em relação à pesquisa em IA, geralmente mais restrita. Assim, a decisão de tornar o Ferret de código aberto traz várias vantagens:

  • Colaboração ampla: A comunidade global de pesquisadores agora pode contribuir para o crescimento e aprimoramento do Ferret.
  • Inovação contínua: O acesso ao código aberto permite explorações e inovações que podem ultrapassar as visões iniciais da Apple.
  • Transparência: A abertura do código ajuda a aliviar as preocupações relacionadas a vieses e segurança em sistemas de IA.

Dessa maneira, essa abordagem não apenas auxilia o avanço coletivo em IA, mas também catalisa melhorias contínuas no Ferret, tornando-o uma ferramenta cada vez mais robusta e eficaz.

O futuro do Ferret

Embora o Ferret ainda esteja em estágios iniciais de desenvolvimento, a Apple tem como objetivo torná-lo efetivo em dispositivos móveis, como smartphones.

No entanto, pesquisadores da Apple recentemente fizeram uma descoberta que pode permitir que modelos maiores sejam executados em dispositivos móveis, utilizando armazenamento flash embutido para aumentar a memória RAM disponível.

De fato, no futuro, podemos esperar ver o Ferret sendo incorporado aos produtos da Apple, como o Spotlight visual search. Desse modo, o lançamento do Ferret pela Apple como um modelo de código aberto representa um passo importante na evolução da IA multimodal.

Em suma, continue a leitura e descubra mais sobre o metaverso, uma outra tendência em crescimento no universo da tecnologia: Conheça o Farm Day da SLC Agrícola.

Saiba como a sua empresa pode aproveitar todos os benefícios do metaverso, clique aqui.

INFORMAÇÕES SOBRE AGRISPACE – O METAVERSO DO AGRO [email protected] ou pelo WhatsApp clicando Aqui!!

Quer ficar por dentro de nossas postagens e notícias, entre em nosso canal no WhatsApp e venha conosco, descobrir o mundo do metaverso

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.